(88) 3415-1050 | (88) 3415-1015

contato@palhano.ce.gov.br
Imagem

#SeloUNICEF #Edição2017a2020 #Capacitação #DireitosHumanos #CriançaAdolescente

Na última quinta-feira (7), no auditório da Comunidade Cristã Videira, em Fortaleza/CE, aconteceu o 1º CICLO DE CAPACITAÇÃO DO SELO UNICEF MUNICÍPIO APROVADO - Edição 2017-2020. Durante a capacitação foi apresentada a metodologia desta edição, os resultados esperados dos municípios participantes e como serão avaliados e os indicadores que serão monitorados.

Nesta edição do Selo UNICEF estão inscritos 176 municípios cearenses de um total de 1.900 municípios de 18 estados do Semiárido e Amazônia.

O Município de Palhano esteve representado no evento pela presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, Dalila Barbosa; pela coordenadora do Projeto PETECA, Liv Mateus e pelo coordenador do CRAS e articulador do Selo UNICEF, Valmir Gomes.

SOBRE O SELO UNICEF

“O Selo UNICEF é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF voltada à redução das desigualdades e à garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Realizado em parceria com os municípios do Semiárido e da Amazônia, o Selo UNICEF busca contribuir para o fortalecimento das políticas públicas direcionadas à infância e à adolescência, como o desenvolvimento das capacidades dos gestores municipais e com o estímulo à mobilização social e à participação dos adolescentes (...)

Ao participar do Selo UNICEF, os municípios assumem o compromisso de elaborar um diagnóstico da situação da população de 0 a 18 anos incompletos e um Plano Municipal de Ação para enfrentar os principais problemas que afetam essa população nos territórios, sempre de forma participativa. Os municípios também se comprometem a desenvolver ações nas áreas de saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes e a monitorar os resultados alcançados por meio de indicadores e de debates em fóruns comunitários.”

(Guia Metodológico do Selo UNICEF – Edição 2017-2020)

Compartilhar

Deixe seu comentário